Salmo:119.165;

Salmo:119.165; Grande paz têm os que amam a lei de Deus; para eles não há tropeço.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Em que consiste um avivamento?



Um legítimo avivamento leva as pessoas em direção às Escrituras e nelas têm satisfação. Todos os eventos históricos, em Galles, Suíça, Escócia, Nova York mostraram como as pessoas estavam numa ressurgência dos valores Bíblicos que se perdiam com o tempo. Por exemplo, um dos principais tradutores da Bíblia, Tyndalle (hoje na Inglaterra tem um entidade de tradução e edição da Bíblia com seu nome) ficou mais de cinco anos educando os filhos dos que aderiam a reforma protestante. Por muito tempo Roma execrou as pessoas da leitura e Tyndalle avivou a Inglaterra pela leitura daquilo que lhes foi tirado. Josias em seu reinado reuniu as Escrituras que o povo rejeitou por um tempo tal que até as perderam de vista. Para nós isto é um exemplo de avivamento legítimo, se não é deveria ser. Se falarmos de Reforma Protestante e avivamento devemos então nos reportar a personagens como Pedro Valdo (1140-1217) e Wycliff (1320-1384). Esses como são conhecidos como pré reformadores dedicaram-se em reformar pela tradução das Escrituras. Pedro Valdo (Pierre Vaudès), francês de Lyon era rico e decidiu fazer da sua riqueza um meio de tornar a Bíblia um instrumento de liberdade para os franceses. A ignorância de seu tempo era tamanha que seus rivais queimaram todas as traduções disponíveis financiadas por Valdo. Wycliff, talvez, tenha tido a missão mais difícil por ser clérigo e professor de Oxford. Além da tradução da Bíblia se opôs a transubstanciação com artigos públicos em praça e em defesa quando ia a julgamento. A relação entre os avivamentos tem por unidade um calor e fervor nas Escrituras capazes de homens ricos fazer de suas riquezas meio de satisfação legítima para as almas e clérigos serem levados a juri por companheiros. Enfim, a história nos mostra não só de onde vem o avivamento, mas onde ele se sustenta. Qualquer é uma ressurgência das verdades contidas nas Escrituras, a qual dá testemunho perene e fiel de Cristo (Jo 5.39) e nenhum outro meio o oferece

Nenhum comentário:

Postar um comentário