Salmo:119.165;

Salmo:119.165; Grande paz têm os que amam a lei de Deus; para eles não há tropeço.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

A Soberania de Deus na confissão de Jó


Jó 42:1 Então, respondeu Jó ao SENHOR:     Jó 42:2 Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.     Enquanto alguns querem ser melhores que Deus, querem ordenar os rumos de sua vida, esquecem que Deus é Soberano que os planos do Senhor são precisos e preciosos. Jó testifica que Deus é onipresente, o Todo Poderoso. Está agora submisso. Jó 42:3 Quem é aquele, como disseste, que sem conhecimento encobre o conselho? Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia.     Não somos nada perto das maravilhas de nosso Deus, nossa mente não é capaz de saber e reconhecer o que Deus tem para os seus, Jó se arrepende das palavras precipitadas com que duvidou da justiça de Deus durante o seu profundo sofrimento. Jó 42:4 Escuta-me, pois, havias dito, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás.     Jó 42:5 Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem.     Um dos versículos mais lindo das Escrituras, após passar pelas aflições, após ser provado, Jó experimentou o poder de Deus em sua vida e agora pôde ver a ação de Deus. Ele conhecia Deus pelas palavras, mas agora experimentava a viva presença divina em sua essência interior. Ele encontra Deus como salvador, amigo e, acima de tudo, como Deus. Jó 42:6 Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.  Arrependimento, lamentação e desprezo por sua presunção, culpa por achar que sabia mais que o Deus Soberano. Referencia: Bíblia de Estudo de GenebraPor: Carlos ReghineUm Canal Reformado! Sempre reformando!

Nenhum comentário:

Postar um comentário