Salmo:119.165;

Salmo:119.165; Grande paz têm os que amam a lei de Deus; para eles não há tropeço.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

ESPIRITO SANTO, AGENTE DA SANTIFICAÇÃO


Sobre a vida dos filhos de Deus pesa a grande verdade de que devemos “ser santos assim como o Senhor é Santo”. Seria impossível cumprir isso em nosso viver diário sem a atuação soberana do Espírito de Deus. Por Ele, somos transformados diariamente, de glória em glória, sendo conformados à imagem e semelhança de Cristo. Nesse processo contínuo e crescente, o Espírito age de forma poderosa, não somente nos dando nova natureza, mas usando a verdade revelada para corrigir as arestas do nosso ser, com o intuito de levar-nos a uma vida irrepreensível. Porém, isso não acontece de forma automática, mas debaixo de um grande conflito que reside em nosso ser.A razão disso está no fato de que ainda não somos livres das nossas inclinações pecaminosas, que ainda influenciam profundamente nossas vidas, trazendo muitas vezes retrocesso no processo santificador. Paulo explica aos irmãos da Galácia a causa da lentidão no aperfeiçoamento espiritual, dizendo que há duas inclinações em cada cristão. Uma criada pela presença do Espírito e outra contrária, que continua mantendo os interesses da carne. Esta inclinação caída, egoísta, de maneira alguma quer ceder lugar para o Espírito Santo. Então, no coração do convertido é travada uma feroz batalha entre a carne e o Espírito (Gl 5;17 ). Quando cedemos à tentação ou nos mantemos na ignorância da vontade de Deus revelada na Escritura, realizamos obras da carne. Isso serve para nos advertir de que não devemos ser autoconfiantes nesse processo nem nos entregar à apatia. Sabendo que o evangelho não promove uma graça barata, devemos procurar nos purificar de toda imundícia da carne e do espírito. Diariamente devemos voltar para a fonte purifi-cadora, para não submergir no lamaçal de nosso próprio pecado. Por essa razão o apóstolo Paulo exorta o povo de Deus: “andai em Espírito”. A vitória sobre a força da inclinação pecaminosa em nossa velha natureza é conquistada quando entregamos as rédeas de nossa vida àquele que vive em nós. Andar pelo Espírito quer dizer comprometer-se a se submeter a Ele, como quem obedece ao capitão do exército. A submissão à liderança do Espírito implica em que podemos conhecer a vontade de Deus através da Palavra por Ele inspirada e que pela atitude de constante oração e súplica podemos nos agarrar à sua força para esmagar o inimigo dentro de nós mesmos, pois a inclinação da carne é inimizade contra Deus.A vontade do Espírito deve prevalecer sobre nossas inclinações. Pela atuação daquele que é santo, temos condição de vencer as inclinações pecaminosas e viver uma vida digna do evangelho, pois “o Espírito ajuda em nossas fraquezas”. Temos o auxilio do Espírito Santo, que pela Palavra forma o caráter de Cristo em nós. Isso exige de cada cristão uma atitude zelosa pelo conhecimento da Palavra de Deus, pois jamais seremos cheios do Espírito de Deus e andaremos conforme Ele aparte da Escritura. Ele ilumina, abre nossos olhos espirituais para que possamos compreender de forma significativa a vontade de Deus. Pela Bíblia somos levados a reconhecer nossos erros e ao arrependimento. Somos dispostos a abandonar tudo aquilo que entristece e apaga o Espírito do Senhor em nós. Pastor Fabiano Rocha 

Nenhum comentário:

Postar um comentário