Salmo:119.165;

Salmo:119.165; Grande paz têm os que amam a lei de Deus; para eles não há tropeço.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Quem quer dinheiro?


No livro de Josué, percebemos Deus conduzindo o seu povo na conquista da terra prometida, através de incríveis vitórias militares, ao ponto dos povos das redondezas temerem Israel por causa do seu Deus. Destes grandes feitos, um se destaca em especial, a vitória sobre Jericó, uma cidade-fortaleza, com grandes muralhas, praticamente impenetrável. Mas Deus fez as muralhas caírem de forma sobrenatural e os Israelitas conseguiram ser vitoriosos nessa batalha (Josué 6).No entanto, logo após essa conquista, a bíblia nos relata uma derrota parcial, para o povo de Ai (cap. 7). Josué ao questionar o Senhor a respeito deste revés foi advertido que o povo de Israel havia pecado contra Deus, e enquanto essa situação não fosse remediada e o povo santificado, eles continuariam colecionando derrotas diante dos seus inimigos.Depois de empreender investigações em todas as tribos e famílias, a transgressão foi descoberta: Acã, da tribo de Judá, havia desobedecido a Deus e tomado para si coisas condenadas, que pertenciam ao povo de Jericó, sendo estas uma túnica babilônica, além de ouro e outros objetos de valor econômico. Para que a ira do Senhor fosse apartado dos Israelitas de Israel Acã foi morto. Deus havia ordenado expressamente que ninguém se apossasse de nada das terras vencidas, mas Acã preferiu seguir seu desejo, sua cobiça, do que obedecer ao Senhor todo poderoso.Esta trágica história nos traz lições muito valiosas, pois muitas vezes nos encontramos em situação semelhante a este homem, erguendo altares em nossos corações para as riquezas do mundo, e virando as costas para os preceitos divinos. Sempre que diante de nossas escolhas diárias, tomamos as decisões levando em conta mais aspectos que envolvam a acumulação de riquezas do que os mandamentos de Deus, pecamos contra o Senhor. Não podemos servir a dois Senhores, de modo que nossas escolhas, em todas as áreas, devem glorifica-lo e honrá-lo, ainda que sejam as opções que nos faça perder dinheiro, ou deixar de ganha-lo. O reino de Deus deve ser prioridade e não os tesouros do mundo.Que Deus tenha misericórdia de nossas vidas, e possamos sempre lembrar que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males (1Tm 6.6-10), e um coração regenerado não pode ser dominado pela cobiça desenfreada e amoral. A cultura do “Quem quer dinheiro?” deve ser sobreposta, pela busca incessante de glorificar o nome de Deus.  Entretanto, saibamos também que apesar de nossas transgressões a punição que foi imposta a Acã, não será mais aplicada a nós, pois houve um justo que morreu para aplacar a justa irá de Deus contra nós: JESUS CRISTO (I Pedro 3:18). SOLI DEO GLORIA.Rodrigo Ribeiro@rodrigolgd

Nenhum comentário:

Postar um comentário